Reforma da mamãe

February 18, 2019

 

Conhecidas popularmente como mommy makeover (ou reforma da mamãe), a cirurgia plástica pós gravidez teve um aumento expressivo no Brasil, principalmente entre mulheres com mais de 35 anos. Os procedimentos são focados principalmente nas regiões abdominais e das mamas (lipoaspiração, abdominoplastia e mastopexia).

 

De acordo com os médicos, as mulheres que procuram as cirurgias depois da maternidade buscam recuperar suas medidas pré-gestação, e assim reafirmar sua autoestima. Comumente, estas mamães relatam dificuldade em conquistar a forma física desejada com exercícios físicos e alimentação e, na maioria dos casos, não pretendem ter mais filhos.

 

O que é o Mommy Makeover?

Durante a gravidez, o corpo passa por uma série de alterações físicas e hormonais que continuam ocorrendo também no período pós-parto.

Caracterizada como uma restauração da aparência do corpo pós-gravidez, o Mommy Makeover une em um único tempo cirúrgico procedimentos que agem exatamente nas áreas corporais que são alteradas no processo da gravidez: seios, região abdominal, coxas e quadris.

Na maioria dos casos, são realizadas cirurgias como a Abdominoplastia e a Mamoplastia, que pode ser de aumento ou redução ou Mastopexia (elevação da mama). A Lipoaspiração do abdome, tronco, braços e coxas também pode ser um procedimento associado a essas técnicas. Para isso, é recomentado que a mulher que deseja realizar o mommy makeover espere no mínimo um ano após a amamentação para se submeter às intervenções. 

 

plástica das mamas após a amamentação

Dentre as principais queixas das pacientes pós-gravidez, estão a perda de volume dos seios, flacidez e queda. É principal pergunta é: a É possível recuperar o antigo aspecto das mamas?

Felizmente a resposta é sim. Esses problemas podem ser corridos com procedimentos cirúrgicos. 

A região mamária passa por uma série de modificações ao longo da gravidez e também no perído pós-parto. Os seios aumentam de tamanho devido ao ganho de peso e à produção de leite. Quando se encerram estas alterações, a estrutura glandular das mamas regride e comumente provocando uma diminuição expressiva do volume dos seios, podendo ocasionar de flacidez e queda.

 

Principais cirurgias:

• Mamoplastia de Aumento: O procedimento mais procurado para corrigir a atrofia mamária pós-gestacional é a Mastoplastia de aumento. Esta técnica consiste na colocação de implantes de silicone para repor o volume mamário.

Neste procedimento, a preocupação mais comum das pacientes é de que a cirurgia possa impedir a amamentação. Isso depende de cada caso, mas se a Mamoplastia de Aumento foi realizada sem redução ou retirada de pele, a capacidade de amamentação da paciente não deve ser afetada.

 

• Mastopexia: Indicada nos casos em que há a queda das mamas. O procedimento eleva e remodelar os seios, reposicionando a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e ajustando o tecido para dar um novo contorno às mamas.

A Mastopexia pode ser também associada às inserção de próteses de silicone, sendo indicada quando a mulher deseja ter seios maiores e um colo mais marcado.

 

• Mastoplastia redutora: A técnica reduz o tamanho das mamas e as remodela para que se tornem proporcionais ao corpo. Este procedimento é indicado quando os seios assumem um aspecto desproporcional, podendo desencadear dor, desconforto, transtornos físicos e psicológicos.

 

 

A Lipoaspiração e Abdominoplastia são procedimentos bastante procurados também pelas mamães. A Abdominoplastia, está associada a diversos benefícios, como o alcance de um perfil abdominal mais suave e firme e é indicada geralmente quando os exercícios físicos e o controle de peso se mostram insuficientes para alcançar este objetivo.

 

O que é a Abdominoplastia?

Esta técnica remove o excesso de gordura da região do abdômen e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados. Este método é indicado também para corrigir o excedente de pele abdominal inferior e superior (abdômen em avental) e remover todas ou grande parte das estrias .

 

Em alguns casos pós-gravidez, a combinação de técnicas (Abdominoplastia associada à Lipoaspiração, também chamada de Lipoabdominoplastia) pode ser uma boa alternativa para conquistas os resultados desejados, principalmente quando existe um acúmulo importante de gordura na região das costas e abdômen.

Embora isso não exista uma específica contraindicação para as pacientes que desejam ter mais filhos, é recomendável que estas mulheres tentem postergar a ideia de realizar o procedimento. É possível que com uma nova gestação ou instabilidade do peso corporal possa gerar perda de partes dos resultados da Mommy Makeover.

 

Importante saber:

Independente de sua situação, a orientação de um cirurgião plástico membro da SBCP (Sociedade Brasileira Cirurgia Plástica) é essencial, pois é somente na consulta médica que o profissional pode entender suas peculiaridades e seus objetivos, e assim indicar os procedimentos adequados para sua saúde e bem-estar.

 

Please reload

Please reload

CATEGORIAS
Mande sugestões dos assuntos que
você gostaria de ver aqui no blog!