Dezembro Laranja

December 20, 2018

Após o Outubro Rosa e o Novembro Azul, o último mês do ano é dedicado a um tema bastante relevante para esta época: o câncer de pele.

 

 

O Dezembro Laranja, criado em 2014 pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é uma campanha que coloca em foco os riscos que a exposição solar desprotegida oferece à saúde, auxiliando na prevenção e no diagnóstico do câncer da pele.

 

Novo tema

Todo ano, o tema da campanha é renovado para atrair um maior número de pessoas nessa luta de conscientização. Em 2018 é “Se exponha mas não se queime”. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o câncer de pele é o mais incidente no Brasil e corresponde a impressionantes 30% de todos os tumores malignos registrados - com cerca de 170 mil novos casos ao ano.

Mais comum em pessoas acima dos 40 anos, dentre os principais atingidos por este tipo de câncer estão pessoas de pele clara (que por isso são mais sensíveis à ação dos raios solares), que apresentam histórico familiar da doença e/ou com doenças cutâneas.

 

Alguns dos sintomas

Os principais sintomas são diferenciados em relação ao subtipo de câncer de pele. Alguns se apresentam como feridas que aumentam e não cicatrizam e 'sinais' assimétricos com bordas e cores distintas e diâmetro maior que 6 milímetros. Seu principal fator de risco é a exposição intensa ao sol, mas o fator genético também influencia, principalmente para melanoma. Em casos de diagnóstico precoce, o câncer de pele pode ter índice de cura acima dos 90%. Entretanto, nos casos mais avançados de melanoma, esse índice pode cair para 20%.

De acordo com o cirurgião Plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Leandro Grangeiro, o câncer da pele pode ser curado, porém a prevenção é sempre a melhor opção.

“Tendo em vista das altas temperaturas do nosso verão, precisamos tomar precauções para evitar essa doença, como por exemplo não se expor ao sol entre 10h e 16h; fazer uso de chapéus, bonés e roupas que preferencialmente apresentem proteção contra os raios solares. Outro cuidado importante é o de sempre filtro solar, com fator acima de 30 todos os dias, inclusive quando estiver nublado, ou embaixo de cobertura ou guarda-sol. No caso de pessoas com a pele extremamente clara ou que esteja em tratamento estético, utilizar fator de 50 para cima, e fique atento: ao sinal de qualquer alteração na pele, consultar seu médico”, ressalta o doutor.

 

Para mais dicas de saúde, acompanhe nossas redes sociais: @leandrograngeiro.

Please reload

Please reload

CATEGORIAS
Mande sugestões dos assuntos que
você gostaria de ver aqui no blog!