Cirurgia estética é com Cirurgião Plástico credenciado a SBCP!

July 19, 2018

 O caso da bancária Lilian Calixto, 46 anos, que  morreu no último fim de semana após complicações de uma cirurgia estética realizada por um médico não especialista está dominando os noticiários... é uma situação extremamente lamentável, mas casos como esses, servem de alerta para a população. É muito perigoso realizar procedimentos estéticos com profissionais não qualificados, por mais simples que sejam os procedimentos, as consequências podem ser grandes, por isso é tão importante você procure se o médico que você irá realizar procedimentos estéticos é credenciado a SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).  A A SBCP disponibiliza essas informações em seu site, Facebook, e-mail ou telefone, é só contatá-los! Você pode acessar a página deles clicando aqui.

CUIDADO COM PROFISSIONAIS NÃO AUTORIZADOS E CLÍNICAS DE ESTÉTICAS NÃO QUALIFICADAS

O crescente interesse pelos procedimentos estéticos acabou fazendo com que vários profissionais não autorizados e clínicas de estética sem treinamento adequado oferecessem as mais variadas soluções, com precinhos “camaradas”... 

 

Por favor, tome cuidado. Principalmente para realizar procedimentos aparentemente simples e popularizados em várias clínicas de estética como bichectomia, botox, preenchimentos... é importante que você realize esses procedimentos por um especialista credenciado a SBCP, assim você pode garantir melhores resultados e muito mais segurança.

 

SEGUE PARECER DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA SOBRE O CASO DE LILIAN CALIXTO:

 

 

SBCP lamenta morte de paciente que fez procedimento estético com médico não especialista e em local inadequado em cirurgia plástica

 

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) lamenta por mais um óbito de paciente que realizou um procedimento estético com um não especialista e em local inadequado. A bancária Lilian Calixto, 46 anos, morreu no último domingo, 15, após complicações de um tratamento estético. Além de não ter formação em cirurgia plástica, o médico realizou o procedimento em sua residência, o que é proibido.

 

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica repudia e reprova procedimentos médicos na área, realizados por não especialistas, e sobretudo nestes moldes. A crescente invasão da especialidade por não especialistas têm promovido cada vez mais casos de insucesso e fatais como este.

 

A SBCP disponibiliza em seu site, Facebook, e-mail ou telefone, uma consulta para saber se o médico é ou não credenciado pela Sociedade para realizar uma cirurgia plástica.

 

A formação do cirurgião plástico é diferenciada, uma vez uma vez que ele deve obrigatoriamente, após os 6 anos da graduação em medicina, passar pela formação de cirurgião geral (2 anos) antes de cumprir mais 3 anos em cirurgia plástica, somando no mínimo 11 anos de formação.

 

Além disso, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica tem alertado reiteradamente a população sobre os riscos dos procedimentos que envolvem PMMA. A SBCP aguarda por decisões judiciais que possam definitivamente impedir que profissionais médicos e não médicos sem especialização em cirurgia plástica realizem procedimentos sem qualificação.

 

DIRETORIA EXECUTIVA

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA

 

Please reload

Please reload

CATEGORIAS
Mande sugestões dos assuntos que
você gostaria de ver aqui no blog!