Mentoplastia e a Harmonização facial

 

 

Um rosto bonito, não significa ter olhos, nariz, boca, queixo (…) perfeitos, o grande lance é a harmonia entre todos esses elementos na face. Por isso, hoje em dia se fala tanto em “harmonização facial”, procedimento que tem como objetivo melhorar a simetria e a aparência dos elementos faciais para formar um conjunto agradável e harmonioso, destacando as belezas e características individuais de cada paciente. 

 

Afinar o nariz, ‘esticar e levantar’ as maçãs do rosto, tirar as rugas que se formam nos cantos dos olhos, corrigir as “orelhas em abano”. Harmonizar o rosto é possível, sem a necessidade de fazer mudanças drásticas na aparência. A cirurgia plástica está se transformando e vem adotando cada vez mais técnicas refinadas e “minimamente invasivas” proporcionando mais conforto aos pacientes e resultados cada vez melhores.

 

Aqui no blog já falamos de diversos procedimentos que podem fazer parte da harmonização facial como botox, preenchimentos, rinoplastia, otoplastia (...). Hoje vamos falar da Mentoplastia e o impacto do “queixo” na harmonização facial.

[MENTOPLASTIA]

 

A mentoplastia é a cirurgia para correção das imperfeições do mento, isto é, o queixo dos pacientes (parte que envolve mandíbula, pescoço e o um terço inferior da face) seja para aumentá-lo ou diminuí-lo.

Essas imperfeições podem ser de nascença ou adquiridas ao longo da vida. A maior parte dos procedimentos envolvendo mentoplastia são por imperfeições natas: Fatores genéticos, características familiares e raciais têm papel importante no estabelecimento da forma do queixo. 

Sendo uma cirurgia estética, a vontade de melhorar a aparência do mento deve vir do próprio paciente. Com poucas alterações no queixo é notável um grande diferencial para a fisionomia da pessoa.  Em muitos casos, o cirurgião recomenda a associação da mentoplastia com a rinoplastia, visando um melhor equilíbrio estético da face. 

>> Quando as pessoas optam pela Mentoplastia?

 

1 - Retração ou queixo pequeno >> Nesse caso, é feito a Mentoplastia de Aumento - pode ser feita através da colocação de uma prótese ou avanço do osso.

 

2 - Queixo aumentado ou demasiadamente projetado para frente ou para baixo >> Neste caso, é feito a Mentoplastia de Redução - um pedaço do meio do mento é retirado e seus fragmentos são fixados por parafusos e miniplacas.

 

3 - Queixo “normal” >> mas o paciente quer um mento mais desenhado para melhorar a aparência geral da face e obter uma fisionomia mais marcante.

IDADE MÍNIMA, CICATRIZES E RECUPERAÇÃO

 

A idade mínima para a correção das deformidades é a adolescência. Nos casos em que o problema é devido a trauma ou malformações congênitas, este prazo é abreviado. A cirurgia não deixa cicatrizes aparentes. Poderá ser feita uma cicatriz interna (dentro da boca) ou uma pequena incisão na parte inferior do queixo.

 

A recuperação e período necessário de repouso antes de retornar ao trabalho depende do tipo de técnica realizada e atividade profissional do paciente. O período de recuperação pode ser de uma semana ou mais. Como sempre digo, cada caso é um caso e cada paciente é único.

OPÇÃO NÃO CIRÚRGICA PARA CORREÇÃO DO MENTO: PREENCHIMENTO

 

Para a correção do mento também é possível optar por técnicas não cirúrgicas, como preenchimento com ácido hialurônico. O avanço obtido com preenchimento não será muito grande, mas pode oferecer uma melhora significativa ao contorno facial. O procedimento é rápido, relativamente barato, mas deve ser repetido anualmente. Geralmente a lipoaspiração do pescoço é associada a este procedimento, o que define melhor o contorno mandibular e faz com que seus ângulos fiquem mais visíveis.

 

Please reload

Please reload

CATEGORIAS
Mande sugestões dos assuntos que
você gostaria de ver aqui no blog!